Você sabe quanto vale o seu imóvel? Quando o assunto é esse, há sempre uma confusão para entender como chegar ao valor real, afinal, ele pode variar bastante.

Estipular um bom preço para o seu imóvel pode fazer toda a diferença na hora da venda. Isso porque, cobrar um preço muito alto pode atrapalhar a venda, enquanto um valor abaixo do mercado pode gerar perda de dinheiro ao vendedor.

Porém, antes mesmo de pensar no valor da venda, é preciso entender melhor ao que se refere o valor de venda, também chamado como valor venal do imóvel.

Para descobrir o valor venal do imóvel existem cálculos e fatores que devem ser considerados, e você descobrirá neste post. Acompanhe!

O que é valor venal do imóvel?

O valor venal do imóvel é uma avaliação feita pelo Poder Público que determina quanto vale a propriedade. 

Qualquer tipo de bem possui um valor venal, pois a partir dele é que serão calculados os impostos como IPTU (Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) e o ITBI (Imposto Sobre a Transmissão de Bens Imóveis), no caso de imóveis.

Cada cidade possui um cálculo próprio, baseado em determinada fórmula, que leva em consideração os valores venais dos imóveis da região. 

Algumas prefeituras disponibilizam calculadoras que facilitam o processo. Quem quer saber o valor venal do imóvel em São Paulo, por exemplo, basta acessar o site e preencher as informações solicitadas. 

Como saber o valor venal do imóvel?

Como dito anteriormente, esse é o cálculo que vai determinar o valor judicial do bem e também os seus impostos, como IPTU. 

Os critérios inseridos no cálculo podem variar de cidade para cidade, entretanto, normalmente são considerados os seguintes:

  • Área do terreno ou da edificação;
  • Valor unitário padrão residencial (metro quadrado);
  • Idade do imóvel;
  • Localização do imóvel no logradouro;
  • Característica da construção;
  • Função da utilização (residencial, comercial ou outras);
  • Acréscimos, reformas ou modificações.

Além da questão do IPTU, esse cálculo também tem importância para a venda do imóvel. Afinal, no momento da venda tudo precisa estar regulamentado com as prefeitura.

Fórmula para calcular valor venal

Depois do que leu anteriormente você deve estar se perguntando como saber o valor venal do imóvel.

O cálculo segue a seguinte fórmula:

V = A x VR x I x P x TR

Sendo:

  • V = valor venal do imóvel;
  • A = área do terreno ou edificação;
  • VR = valor do metro quadrado dos imóveis na mesma região;
  • I = idade do imóvel (contada a partir da ocupação do imóvel);
  • P = posição do imóvel no logradouro, relacionando com a área próxima a ele;
  • TR = tipologia residencial ou característica construtivas (modificações, acréscimos, reformas, retrofits, etc.).

Apesar de seguir um padrão, esse cálculo pode ser diferente em algumas cidades. Assim, é importante se informar sobre a legislação do município. 

Além disso, também é necessário considerar o momento do mercado imobiliário e fatores como esse que podem influenciar no valor venal. 

ITBI deve ser considerado no cálculo?

O ITBI é uma tributação paga pelo comprador no momento da negociação, e tem como objetivo tornar oficial a compra e venda do imóvel.

A taxa do ITBI varia de 2 a 3% do valor do imóvel e de acordo com cada cidade. No momento do cálculo do valor venal do imóvel ele também deve ser considerado.

Vale lembrar que no em imóveis financiados pelo Minha Casa, Minha Vida, existe a possibilidade de isenção do ITBI, que também varia de acordo com o município.

Aproveite e confira o nosso conteúdo: “ITBI: o que significa, como calcular e mais!”

Como o mercado impacta na variação do preço do imóvel

O valor venal do imóvel parte de um cálculo que leva em consideração as características da construção. No entanto, é importante saber que o momento do mercado imobiliário também pode influenciar no preço do bem.

Questões econômicas, como queda da Selic, liberação de crédito para financiamento e outros podem influenciar bastante o setor imobiliário como um todo e, naturalmente, o cálculo venal.

Pense na lei da procura e demanda. Quando determinada época do ano ou bairro tem uma procura maior, os imóveis podem inflacionar, enquanto em momentos de baixa procura, esse valor pode reduzir.

Em qualquer transação no mercado imobiliário esses fatores são avaliados. Principalmente para quem quer vender imóvel e receber um valor justo.

Valor venal x valor de mercado: qual a diferença?

Apesar de ser bastante confundido, o valor venal e o valor de mercado são coisas distintas e têm funções diferentes. 

Enquanto o valor venal é uma avaliação de quanto vale o imóvel para o governo, o valor de mercado pode ser resumido no preço o qual o imóvel será vendido. 

No valor de mercado a avaliação do imóvel é mais subjetiva, envolve a capacidade financeira do comprador e a necessidade de quem está vendendo. Ou seja, está mais ligado à negociação em si.

Dessa forma, é possível usarmos como exemplo um imóvel com valor venal de R$ 100 mil, mas sendo o seu valor de mercado R$150 mil. Esses valores podem ser muito diferentes em alguns casos.

Em um cálculo como esse, o valor base para o IPTU seria de R$ 100 mil, enquanto os impostos de venda seriam sobre o montante estipulado na tratativa.

Vai vender o seu imóvel? Saiba o valor de mercado!

Se você está pensando em vender o seu imóvel, é preciso analisar alguns quesitos importantes e se desligar dos sentimentos ligados ao bem para definir um valor justo.

Muitas vezes, essa etapa de estipular os valores pode ser bastante complicada. Por isso, o ideal é entender o mercado como um todo e quais os valores de imóveis mais próximos ao modelo do seu.

Além disso, a venda não precisa ser um momento de estresse e desgaste. Kzas também encontra compradores realmente interessados e com condições financeiras compatíveis com o valor do seu imóvel.

Quando encontrar o comprador ideal, todo o processo de venda será feito pela plataforma, com toda a segurança da tecnologia e de especialistas em imóveis.

Quer ver alguns imóveis publicados? Confira por regiões:

Quer saber mais sobre essas facilidades? Visite o site Kzas agora mesmo!

Acesse também as nossas redes sociais para saber mais e tirar dúvidas: LinkedIn, Instagram e Facebook.