Você já tem um imóvel próprio e quer mudar de ares? Não é raro ver pessoas desanimando só de pensar em quanto tempo vão gastar no demorado e burocrático processo de vender um imóvel. Por essas e outras, vale a pena considerar a possibilidade da troca de imóvel.

A troca ou permuta de imóvel é uma modalidade de negociação onde duas partes se comprometem contratualmente a permutar bens de valores equivalentes. 

Ou seja, trata-se da troca simples de um imóvel por outro e, caso haja diferença entre os valores, é possível complementar o negócio com dinheiro. 

Mas quando é possível usar esse recurso? Quais são os bens válidos para efetuar uma troca? Como deve ser elaborado o contrato desta transação? Existe permuta de imóvel financiado?

Se quiser esclarecer essas e outras dúvidas, leia esse post até o final e fique sabendo mais sobre:

Como funciona a troca de imóvel?

Se você estiver considerando realizar uma troca de imóvel, saiba que o primeiro passo é buscar outros imóveis que atendam suas expectativas e tenham valores semelhantes. Além, é claro, de estarem disponíveis para permuta.

A troca pode envolver qualquer tipo de bem imobiliário, seja casa, apartamento ou até mesmo terreno e unidades que ainda serão construídas. É possível inclusive fazer a permuta de um terreno para a construção de um prédio em troca de unidades após o término das obras.

Para que a troca aconteça é fundamental que tudo seja acordado entre as partes envolvidas. Ou seja, esteja preparado para lidar com pessoas com estilos de negociação totalmente diferentes do seu.

Outra etapa fundamental diz respeito à formalização da transação. Nesse sentido, o contrato de permuta de imóveis é bem parecido com um de compra e venda.

No contrato deve constar a data de entrega dos imóveis e a exigência para que as partes apresentem uma série de documentos para provar que a troca foi realizada de maneira legítima. Assim como a obrigação de que os envolvidos arquem com as despesas da transação.

A principal delas é o custo da escritura pública, que pode variar entre 4 a 6% do valor do imóvel. Além disso, também deverá ser pago o Imposto de Transmissão de Bens de Imóveis (ITBI).

Por falar em dinheiro, vale lembrar que não é proibido trocar bens de valores diferentes. Nesse caso, é necessário apenas fazer um contrato de permuta de imóvel com torna.

A torna é o ato de igualar o valor da troca por meio do pagamento em dinheiro. Ou seja, quando é necessário que a parte que vai comprar a propriedade imobiliária de maior valor pague a diferença. 

Vantagens da troca de imóvel

A troca de imóvel tem se popularizado por ser uma ótima alternativa para quem tem dificuldades em vender uma casa ou apartamento. Além disso, também é muita vantajosa para quem quer adquirir um novo lar e fugir das dívidas de longo prazo de empréstimos e financiamentos.

Outra das vantagens mais interessantes dessa modalidade está relacionada com a tributação, uma vez que está isenta de tributos na declaração de imóveis do Imposto de Renda. Isso acontece porque a Receita Federal considerará o imóvel novo como o mesmo declarado pelo antigo dono.

Só haverá cobrança nos casos de complementação do valor em dinheiro. Nesse caso, o imposto deverá ser pago por quem recebeu o valor, que será proporcional.

Por fim, outro ponto positivo a ser destacado é que, após a permuta do imóvel, você não necessariamente precisa morar nele. Ele passa a ser seu para que você faça o que quiser, inclusive alugar ou revender.

Desvantagens da troca de imóvel

Por outro lado, uma das principais desvantagens da troca de imóvel é que ela ainda desperta alguma desconfiança em que não conhece os detalhes da negociação. Isso acaba afastando as pessoas e diminuindo a oferta de bens imobiliários disponíveis para a permuta.

Além disso, não se pode descartar a chance de as partes não entrarem em um consenso para a troca de imóvel. Isso pode acontecer especialmente em relação a valores.

Fora isso, vale ressaltar que os riscos inerentes nesse tipo de negociação são os mesmos relacionados à compra e venda. Portanto, em qualquer um dos casos, você deverá tomar as mesmas preocupações.

O que pode realmente ser mais complicado são os casos que envolvem a permuta de imóvel financiado. Mas, mesmos nesses casos, é possível efetuar a operação, como veremos a seguir.

Como funciona a troca de imóvel financiado?

As etapas que fazem parte do processo de permuta de imóvel financiado são as mesmas que vimos acima para uma troca normal. No entanto, existem algumas exigências adicionais que tornam a operação mais complexa.

O primeiro deles é consultar a instituição financeira para qual você solicitou o financiamento de imóvel. Esse passo é essencial porque que nem todo o banco ou credora permite a troca de imóvel financiado.

O regulamento varia de instituição para instituição e muitas vezes o banco não aceita a operação porque terá fazer a mesma análise de crédito aplicada ao primeiro financiamento. Como se tratam de pessoas diferentes, pode não ser possível manter o mesmo financiamento.

Caso a instituição aceite a permuta, você precisará encontrar uma pessoa que esteja de acordo com as condições do negócio. Ou seja, ela precisa estar ciente de que assumirá o financiamento e pagar todas as prestações que faltam para a quitação do imóvel.

Depois que os termos da negociação forem acordados, a pessoa que assumir o financiamento passará pela análise de crédito na instituição credora. Isso é necessário para garantir que ela terá condições de arcar com a dívida e concretizar a permuta.

Cuidados na hora da troca de imóvel

Seja financiado ou já quitado, a permuta de imóvel exige alguns cuidados para evitar dores de cabeça no futuro. Veja os principais:

Analise a situação do outro permutante

Procure saber se o dono do imóvel que você deseja tem algum problema financeiro ou qualquer tipo de pendência com a Receita Federal. Esteja alerta para evitar golpes e fraudes.

Confira a situação do imóvel

Nem todo tipo de imóvel pode ser permutado. Por essa razão, você deve exigir todos os documentos que comprovem a situação legal da propriedade que receberá na troca.

Fique atento ao contrato

Apesar de ser parecido com as transações de compra e venda, o contrato de troca de imóvel tem uma série de particularidades. É fundamental, por exemplo, incluir cláusulas de garantia de entrega do imóvel ou de pagamento em dinheiro em caso de desistência de uma das partes.

Busque ajuda profissional para avaliar os imóveis

Deixar que os proprietários decidam o preço de seus bens pode causar distorções e conflitos. Por isso, é essencial que a avaliação do imóvel seja realizada por um profissional qualificado que saiba analisar todas as características de cada propriedade.

Buscar ajuda profissional pode, inclusive, te ajudar a decidir se a permuta é mesmo a melhor opção para você adquirir seu novo imóvel. Fazendo uma simulação com a Kzas, por exemplo, você pode conferir as oportunidades de financiamento oferecidas pelos principais bancos.

Além de ser multibanco, nossa plataforma de financiamento analisa seu potencial de crédito e você pode ficar por dentro das melhores taxas e prazos sem sair de casa. Somos digitais de verdade!

Procurando um apartamento ou casa para comprar? Confira oportunidades de imóvel à venda em São Paulo!

Está esperando o que? Conheça os especialistas de imóveis Kzas para saber todas as oportunidades disponíveis para você ou entre em contato conosco pelas redes sociais: LinkedIn, Instagram e Facebook